Não, os ladrões não podem construir uma bomba atômica. (Fonte da imagem: Reprodução/MundoGump)

Diversos filmes ao longo dos anos mostraram bandidos roubando materiais inesperados para criar bombas de diferentes tipos e ameaçar uma quantidade enorme de gente. O curioso (e triste) é que algo mais ou menos deste gênero pode ter acontecido nesta quarta-feira (4), sendo que a história se passa no México.

De acordo com o que foi divulgado por diferentes fontes internacionais, um caminhão que havia retirado material radioativo de um hospital mexicano foi roubado. A intenção inicial era a de despejar os componentes que estavam dentro do veículo em um lixão apropriado, mas os bandidos agiram antes que isso pudesse acontecer.

Por enquanto, as autoridades do México ainda não têm suspeitos — ou pelo menos não os divulgaram para a imprensa —, sendo que eles também não sabem se o material radioativo foi roubado de propósito. Entre as substâncias que foram pegas, está o cobalto-60, que tem diferentes aplicações dentro da medicina.

Uma situação que pode ser delicada...

Acontece que esse componente é altamente radioativo e, se for manipulado sem as proteções necessárias, é possível que muita gente acabe contaminada. Além disso, a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA, na sigla em inglês) afirmou que tudo o que foi roubado é extremamente perigoso e pode ser utilizado para criar uma bomba.

A própria agência também afirmou que a explosão não seria semelhante à de uma bomba atômica genuína. No entanto, os bandidos podem criar o que eles chamam de “bomba de sujeira”, que nada mais é do que um dispositivo explosivo capaz de dispersar material radioativo em diversas áreas de uma vez só — e, sim, isso é muito ruim.

Contudo, ainda não se sabe o que os ladrões vão fazer com o material roubado, de maneira que só podemos torcer para que nada de ruim aconteça.

Cupons de desconto TecMundo: