Liderados pelo professor Dan Luo, pesquisadores da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos desenvolveram um novo tipo de hidrogel composto por DNA sintetizado e entrelaçado, como se fosse um ninho de pássaros microscópico. Na presença de H2O, o hidrogel forma e mantém um formato pré-definido. Na ausência de água, o objeto flui como se fosse qualquer outro líquido.

Alguém aí já assistiu a “Exterminador do Futuro 2”? No filme, T-1000 é um robô vindo do futuro e o seu corpo é inteiramente composto por metal líquido, podendo assumir a forma que desejar — semelhante ao que acontece com essa substância.

Os pesquisadores ainda não sabem exatamente por que o material se comporta dessa maneira, porém eles acreditam que seja devido à estrutura simples do DNA, que não consegue se manter unido quando está exposto às forças da gravidade.

(Fonte da imagem: Reprodução/Cornell University)

Por outro lado, quando a substância fica submersa na água, existe força suficiente para anular os efeitos da gravidade, permitindo ao hidrogel recuperar a sua forma original.

Como uso prático da substância, os cientistas conseguiram criar um circuito elétrico que utiliza a água como switch. As pesquisas continuam e os cientistas acreditam que em breve conseguirão aperfeiçoar a tecnologia e desenvolver usos mais práticos para o produto.

Cupons de desconto TecMundo: