(Fonte da imagem: Reprodução/Nano Letters)

Pesquisadores da Universidade Georgia Tech (nos Estados Unidos) criaram mais um sistema inovador para a recarga de baterias de smartphones. Baseados em estudos sobre eletricidade estática, eles criaram um dispositivo capaz de armazenar energia elétrica gerada a partir do atrito entre materiais plásticos e metálicos — superfícies em nanoescala contribuem para um melhor aproveitamento.

O atrito faz os elétrons se agitarem e ficarem com a carga necessária para as funcionalidades desejadas — é algo parecido com o que ocorre quando balões de ar podem ser eletrificados por meio do atrito com o cabelo. Cerca de 50 materiais comuns poderiam ser utilizados para a criação do sistema de recarga, mas até o momento somente 15% da energia mecânica pode ser convertida.

O projeto dos pesquisadores propõe a utilização dos materiais em capas com o tamanho suficiente para a geração da energia necessária para a recarga dos aparelhos portáteis — isso poderia ser aplicado a um porta-celular acoplado ao braço, por exemplo. Apesar de a tecnologia ser promissora, ainda deve levar alguns anos para que algo parecido seja lançado comercialmente.

Cupons de desconto TecMundo: