(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Estima-se que entre 3 e 10% dos pacientes que são internados em hospitais de todo o mundo possam passar por algum tipo de infecção hospitalar. Pensando em melhorar esse quadro, cientistas da Universitat Politécnica de Catalunya BarcelonaTech criaram um novo tecido que pode ser utilizado em lençóis e fronhas nas camas e macas.

Com a capacidade de evitar que bactérias e fungos se acumulem nos quartos, o novo tecido pode garantir uma diminuição no número de pacientes que passam por infecções transmitidas por outros enfermos. O sistema funciona com enzimas adesivas em nanoescala, que podem ser aplicadas por meio de radiação ultrassônica. Estima-se que o material possa ser lavado 70 vezes sem perder a eficiência.

Alguns testes já foram realizados em hospitais da Bulgária, graças a uma parceria entre a Universitat Politécnica de Catalunya BarcelonaTech e hospitais do país. Até agora, os resultados têm sido bem satisfatórios. Caso novos testes consigam melhorar a eficiência do sistema, é possível que o novo tecido passe a ser comercializado já nos próximos anos.

Cupons de desconto TecMundo: