(Fonte da imagem: Reprodução/PhysOrg)

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) desenvolveu um processador diferente de tudo o que já vimos nos aparelhos eletrônicos. O grande trunfo do novo chip está no fato de que ele pode obter energia elétrica a partir de fontes externas – alheias a uma bateria –, permitindo maior autonomia dos aparelhos. Mais do que isso: eles podem realizar o processo a partir de várias fontes diferentes, sendo automaticamente adaptados para isso.

Como foi relatado no PhysOrg, o protótipo do chip consegue obter energia a partir de calor, vibrações e luz. Com isso, os desenvolvedores afirmam que estão próximos a algo que pode acabar com as recargas constantes dos aparelhos. As principais aplicações disso não devem ser voltadas aos gadgets, mas sim a aparelhos maiores, como sensores utilizados em locais remotos e até mesmo aparelhos biomédicos.

Fontes: MIT e PhysOrg

Cupons de desconto TecMundo: