Energia de ondas: conheça engenhoca que gera eletricidade no oceano!

2 min de leitura
Imagem de: Energia de ondas: conheça engenhoca que gera eletricidade no oceano!
Imagem: WSE/Reprodução Facebook.
Avatar do autor

Com o aumento da população e a evolução humana cresceu também a necessidade de mudanças nas matrizes energéticas, na busca por deixar os poluentes combustíveis fósseis para trás. Assim, a humanidade tenta aumentar o uso de fontes de energia renovável, como é o caso dos oceanos — que têm grande potencial de geração de energia limpa ainda não utilizada. Ainda. Porque, agora, uma empresa australiana diz ter conseguido criar a engenhoca perfeita para utilizá-la.

Energia ondomotriz é gerada a partir do movimento natural das ondasEnergia ondomotriz é gerada a partir do movimento natural das ondasFonte:  Shutterstock 

A energia ondomotriz, ou energia das ondas, aproveita as ondas oceânicas para produzir energia limpa (sem custos para o ambiente). Embora ainda não esteja disponível em grande escala, a ideia é perseguida desde o final do século XIX.

Nos Estados Unidos, por exemplo, as ondas da costa seriam capazes de produzir 66% da energia necessária para o país anualmente. O problema é como. Ou era: o Wave swell (nome comercial da máquina australiana) afirma ter conseguido. O projeto, que custou US$ 12 milhões de dólares, foi testado com sucesso em King Island por mais de um ano.

Segundo o fabricante, a tecnologia produz eletricidade limpa e sustentável sem o uso de óleo ou outros contaminantes. "Não há partes móveis na água. Os dispositivos podem ser reflutuados e rebocados para outro local. Este é um desenvolvimento emocionante, pois as ondas são previsíveis, confiáveis e um recurso infinito natural", afirma o site institucional da empresa que criou o aparelho.

Com uma coluna oscilante que funciona como um espiráculo natural (sim, o nome daquele orifício respiratório de baleias e golfinhos), o gerador Uni Wave200 fica no fundo do mar — e uma abertura permite que as ondas entrem e saiam da câmara.

Quando as ondas entram na coluna, subindo e descendo, empurram o ar para dentro da turbina localizada na parte superior do conjunto, que se move para gerar energia. Em seu pico, o Uni Wave 200 pode gerar 200kW, o suficiente para abastecer 200 residências.

Veja como a tecnologia funciona:

O CEO da Wave Swell, Paul Geason, afirmou à ABC News que o gerador alcançou taxas de conversão de 48%. Segundo ele, maiores do que de outras tecnologias de energia renovável.

O próximo passo é tornar a invenção comercial: a nova geração do aparelho deve ser capaz de gerar cinco vezes mais energia e ser transportada para qualquer lugar do mundo. A empresa agora busca financiamento para isso.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.