As ondas de som seriam bloqueadas e não entrariam em alguns ambientes (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Imagine poder dormir tranquilamente e não ser incomodado pelo seu vizinho que adora realizar uma festa, daquelas dignas de muito barulho e que só tem previsão para acabar no outro dia? Essa realidade poderia se tornar acessível através dos chamados metamateriais, que seriam capazes de “blindar” a sua casa de sons exteriores.

Alguns apartamentos já possuem estruturas que ajudam na isolação dos ruídos, mas não são totalmente efetivos. No entanto, segundo noticiado pelo site Ars Technica, dois pesquisadores da Universidade de Hong Kong, Zixian Liang e Jensen Li, estão trabalhando em cálculos que levariam a esses materiais capazes de produzir o chamado “índice de refração negativa”.

Mas o que seria tudo isso?

A teoria desse índice negativo foi desenvolvida por um físico russo há vários anos, mas nunca existiu um material que teria essa capacidade, tanto para ondas de luz quanto de som.

A refração é quando a luz entra em um material denso e sua propagação é modificada. Assim, como exemplo, a refração faz com que objetos no fundo de uma piscina pareçam mais distantes do que estão de verdade. Já o índice de refração negativa faria com que as ondas de luz e de som fossem totalmente para a direção oposta, e o material — ou metamaterial — em que elas estariam incidindo não as deixariam se “alastrar” de alguma forma.

Ainda é um longo caminho

Com base nessas teorias, os dois pesquisadores chineses pretendem combinar e produzir materiais com “labirintos” para as ondas, fazendo com que eles tenham índices de refração negativa.

No entanto, os resultados podem estar um pouco longe de serem atingidos: os metamateriais ainda não foram construídos e as pesquisas estão na base de cálculos e testes em diversas estruturas.

Cupons de desconto TecMundo: