Exemplos de fulerenos: C60 (à esquerda) e nanotubos de carbono (à direita) (Fonte da imagem: Wikipedia)

Os fulerenos são uma família de moléculas simétricas e compostas por dezenas de átomos de carbono. Um dos membros mais famosos dessa família é, sem dúvida, o C60, composto por 60 átomos de carbono que, juntos, formam um icosaedro muito semelhante à imagem de uma bola de futebol.

Há um bom tempo, cientistas vêm pesquisando as propriedades biomédicas dessas “bolinhas”, mas agora pesquisadores encontraram uma característica muito promissora: aumentar o tempo de vida de organismos vivos. De acordo com um artigo publicado no jornal acadêmico Elsevier (PDF em inglês), ratos que foram alimentados com moléculas de C60 viveram duas vezes mais do que as outras cobaias.

A experiência em números

Os cientistas analisaram seis conjuntos de 10 ratos, sendo que alguns desses roedores ingeriam 1,7 mg de C60 por quilo em bases diárias, semanais e bissemanais, durante 7 meses seguidos. As “buckyballs”, como são chamadas essas moléculas em inglês, estavam suspensas em azeite de oliva, para facilitar o consumo.

O resultado foi surpreendente: todos os ratos que tomaram placebo morreram, enquanto que o grupo que se alimentou apenas de óleo de oliva também foi quase totalmente dizimado. Entretanto, aqueles que se alimentaram de C60 tiveram um aumento de 90% em seu tempo de vida, se comparado com os outros animais.

Ainda não se sabe se a pesquisa pode ser útil para seres humanos, ou seja, se somos também beneficiados dessa forma por essas “bolinhas” milagrosas. Porém, como elas não são tóxicas, é provável que o estudo em questão ajude a abrir novas portas e facilitar a busca da tão sonhada Fonte da Juventude.

Cupons de desconto TecMundo: