Fumantes têm mais chance de quadro grave e morte por Covid-19

1 min de leitura
Imagem de: Fumantes têm mais chance de quadro grave e morte por Covid-19
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

Nesta segunda-feira (31), comemora-se o Dia Mundial sem Tabaco, data que alerta sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo. Em tempos de pandemia do coronavírus, a campanha se faz ainda mais necessária, pois os fumantes têm maiores riscos de quadro grave e morte por Covid-19, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Responsável por diferentes inflamações, debilitando o sistema imunológico, o cigarro aumenta as chances de pegar doenças causadas por vírus, fungos e bactérias. Dessa forma, é considerado um fator de risco para a doença que já matou mais de 3,5 milhões de pessoas em todo o mundo.

“Devido a um possível comprometimento dos pulmões, os fumantes têm riscos maiores de desenvolver sintomas graves relacionados ao novo coronavírus”. A afirmação é da pneumologista Kristiane Moreira Soneghet, em entrevista ao Folha Vitória.

Fumantes devem ter cuidado redobrado durante a pandemia.Fumantes devem ter cuidado redobrado durante a pandemia.Fonte:  Unsplash 

Já para a diretora-geral do Instituto Nacional do Câncer (INCA) Ana Cristina Pinho, as chances de a doença progredir para as formas mais graves e a morte aumentam em 14 vezes comparada a quem não fuma. A piora no quadro tem chances de ocorrer quando o paciente é fumante com pneumonia associada à Covid-19.

Benefícios de largar o cigarro

Além de reduzir os riscos de Covid-19, parar de fumar traz diversos outros benefícios. E eles surgem de imediato, como a melhoria do ritmo cardíaco e da pressão arterial e a volta ao nível normal de monóxido de carbono no sangue.

Em até 12 semanas, os ex-fumantes também sentem melhoras na função pulmonar e na circulação sanguínea, enquanto a tosse e a falta de ar diminuem em até nove meses. Com um ano, a chance de ter uma doença coronariana diminui em 50%.

A longo prazo, as vantagens incluem riscos menores de acidente vascular cerebral (AVC) e de desenvolver câncer de pulmão, de boca, esôfago, garganta e pâncreas, entre outras variações da doença.

Fumantes têm mais chance de quadro grave e morte por Covid-19