'Superlua de sangue' ficará visível no fim de maio; entenda o fenômeno

1 min de leitura
Imagem de: 'Superlua de sangue' ficará visível no fim de maio; entenda o fenômeno
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Depois da 'superlua rosa', que ficou visível em diversas regiões do Brasil e do mundo no fim de abril, chegou a hora da 'superlua de sangue', ou eclipse total da lua. Os amantes da astronomia poderão conferir o fenômeno no final deste mês, no dia 26 de maio. Ela poderá ser vista parcialmente do leste da Ásia, Austrália, Oceano Pacífico e grande parte da América do Norte e do Sul.

Lua vermelha?

É possível ver uma lua de sangue quando ocorre um eclipse total o satélite. Isso acontece porque a lua é encoberta pela sombra da Terra, evitando que os raios de sol cheguem até ela diretamente. Recebendo apenas algumas faixas de luz - que passam pela atmosfera do nosso planeta - o satélite ganha a cor mais avermelhada.

superluaO satélite ganha cor avermelhada ao ser encoberto pela sombra da Terra (EducaMais/Reprodução)

Além disso, a lua de sangue acontecerá no momento em que o satélite está mais perto da Terra e, por isso, aparenta estar maior, garantindo outro fenômeno, a superlua. No entanto, a NASA ressalta que, embora esteja mais próxima - cerca de 90 milhas - algumas pessoas não devem nem perceber a diferença. Este é o primeiro eclipse total desde janeiro de 2019 e deve ficar visível por 15 minutos.

Se você é um amante da astronomia e quer ficar por dentro de todos os acontecimentos do mês, acesse o calendário astronômico de maio e de 2021.

'Superlua de sangue' ficará visível no fim de maio; entenda o fenômeno