Vacina cubana para a covid-19 já está em fase de teste

1 min de leitura
Imagem de: Vacina cubana para a covid-19 já está em fase de teste
Imagem: Prefeitura de Novo Hamburgo/Divulgação
Avatar do autor

Na última quinta-feira (5), a Soberana 02, vacina cubana contra a covid-19, entrou na fase dos testes clínicos, a última antes da aprovação. A vacina é a primeira da América Latina a chegar nesta fase.

Para iniciar os testes, o país recrutou 44 mil voluntários com idade entre 19 e 80 anos. O diretor do Instituto Finlay de Vacinas (IFV), Vicente Vérez, afirmou que o processo deve começar na próxima semana, com duração de aproximadamente três meses, após a última dose aplicada.

O grupo de voluntários será dividido em três. A primeira parte receberá duas doses da vacina com 28 dias de intervalo, o outro ganhará duas três doses e o terceiro receberá um placebo. Se a Soberana receber autorização final, será a primeira contra a covid-19 produzida na América Latina.

"É incrível que um país pequeno como Cuba, uma ilha pobre em recursos materiais, mas muito rica em recursos humanos, tenha avançado até esse ponto", disse Vérez, em coletiva de imprensa. O presidente do país também manifestou alegria com o andamento positivo da vacina. "Nossa Soberana é a primeira latino-americana em fase 3!"

Antes que termine a fase de teste, os resultados parciais já podem ser usados para avançar o processo de autorização do uso emergencial. O país, que não adquiriu vacinas do mercado internacional, tem a meta de imunizar toda a sua população até o fim do ano. Segundo o diretor-geral do Centro de Engenharia Molecular, Eduardo Ojito, o governo cubano está se preparando para produzir entre 1 e 2 milhões de doses por mês.

Vacina cubana para a covid-19 já está em fase de teste