Virufy: app detecta Coronavírus através da tosse

1 min de leitura
Imagem de: Virufy: app detecta Coronavírus através da tosse
Imagem: Pexels
Avatar do autor

O aplicativo Virufy pode diagnosticar covid-19 por meio de uma análise da tosse do usuário. A ferramenta usa inteligência artificial e tem precisão de 80%, ultrapassando a porcentagem de verificação de temperatura e outros testes químicos rápidos. A iniciativa foi desenvolvida por profissionais, jovens pesquisadores e professores de 25 das melhores universidades do mundo em tecnologia.

Os desenvolvedores do Virufy programaram o algoritmo de machine learning com milhares de tosses da América Latina, Europa e Ásia para distinguir entre resultados positivos e sons de tosse negativos.

“É uma solução global genuína para achatar a curva em todo o mundo e acabar com essa pandemia, especialmente nos países em desenvolvimento onde não há acesso massivo aos testes, o que torna o rastreamento e o distanciamento social mais difíceis", explica Amil Khanzada, engenheiro de software do Vale do Silício e fundador da Virufy.

É importante ressaltar que o aplicativo não substitui testes de diagnóstico de nível hospitalar, mas a detecção precoce incentiva a quarentena voluntária, diminuindo a disseminação do vírus.

PCRAtualmente, o teste mais utilizado no diagnóstico da Covid-19 é o PCR, que utiliza cotonete (Fonte: Divulgação/PMI)Fonte: Divulgação/PMI

Coleta de dados

A iniciativa sem fins lucrativos está expandindo seus esforços para coletar mais tosses da América Latina, região que registra um aumento alarmante de casos. O aplicativo pede que os usuários utilizem o sistema, já que, com um banco de dados maior, a precisão do teste poderá aumentar para mais de 90%.

“Leva apenas dois minutos para doar uma tosse por meio de um smartphone ou computador”, disse Matheus Galiza, Gerente de Extensão da Comunidade da Virufy para o Brasil. “Recomendamos que qualquer pessoa que tenha sintomas semelhantes aos da covid-19 ou que tenha recentemente testado positivo doe sua tosse. Membros da família e amigos em contato próximo com indivíduos doentes devem fazer o mesmo”, afirma.