(Fonte da imagem: NASA StarChild)

Até mesmo antes de o primeiro homem pousar na Lua, já havia quem questionasse a possibilidade de não estarmos sozinhos no universo. A probabilidade de existirem outros seres inteligentes é fascinante, seja pelas novas culturas que isso proporcionaria ou pelos supostos avanços tecnológicos a que poderíamos ser apresentados.

Claro, tanto há quem duvide da existência de tais criaturas quanto aqueles que acreditam que extraterrestres existem e manipulam a raça humana há incontáveis séculos — escolha a teoria e, provavelmente, algum filme, livro ou game já a utilizou como base de seu roteiro.

Apesar da falta de provas, há quem trate o tema de forma bastante séria. Entre eles está o professor Stephen William Hawking, físico teórico e cosmólogo renomado. O britânico não só acredita na vida em outros planetas, como adverte que devemos fazer o máximo possível para não realizar qualquer espécie de contato com outros seres.

É ótimo visitar a Terra (mas você não iria querer viver lá)

Hawking diz que acreditar na existência de extraterrestres com níveis de inteligência semelhantes aos nossos é uma ideia perfeitamente concebível. Segundo ele, é exatamente esse o motivo pelo qual devemos ter medo de estabelecer contato com qualquer espécie que não tenha se originado na Terra.

“Para o meu cérebro matemático, os números sozinhos fazem com que pensar em alienígenas seja algo completamente racional”, declara o cientista. “O verdadeiro desafio é tentar descobrir como eles realmente poderiam ser”. E é aí que reside o perigo, especialmente se nos deparássemos com raças capazes de formular pensamentos racionais.

“Caso alienígenas nos visitassem, o resultado seria semelhante ao ocorrido após Colombo ter chegado à America, o que não se mostrou muito positivo para os nativos”, afirmou o astrofísico em uma série especial do Discovery Channel. Por isso, em vez de tentar em contato com outras formas de vida, deveríamos fazer todo o possível para evitá-las.