Holograma real inspirado em Star Wars é desenvolvido em Tóquio

1 min de leitura
Imagem de: Holograma real inspirado em Star Wars é desenvolvido em Tóquio
Imagem: Star Wars/Reprodução
Avatar do autor

Pesquisadores da Universidade de Agricultura e Tecnologia de Tóquio avançaram no desenvolvimento de hologramas funcionais. Eles foram inspirados pelos primeiros projetores cinematográficos do século XIX e pelo R2D2 naquela cena de Star Wars: Uma Nova Esperança em que a então Princesa Leia Organa envia um pedido de socorro a Obi-Wan Kenobi.

Foram utilizados nanomateriais de metassuperfície capazes de manipular a luz de forma única, segundo a pesquisa. Assim, foi possível desenvolver um holograma "de verdade" com a Terra girando em seu eixo como exemplo. "As metassuperfícies envolvem padrões repetidos muito pequenos em escalas menores que o comprimento de onda da luz", dizem os pesquisadores. Assim, alterando o caminho da luz, foi criado um loop de 48 quadros da Terra girando. É algo simples; com limitações, porém funcional.

Holograma "de verdade"

"Estamos usando um laser hélio-neon como fonte de luz, que produz uma imagem holográfica avermelhada", disse Kentaro Iwami, engenheiro e autor do estudo. Segundo ele, o objetivo é desenvolver o projeto em cores para seja possível observá-lo de qualquer ângulo.

Na publicação dos resultados, os pesquisadores citaram hologramas de estrelas do pop, como o do rapper Tupac Shakur. Eles disseram que "não são hologramas verdadeiros" e isso é perceptível "se o espectador se mover ligeiramente para o lado" da exibição.

6 horas para ser criado

Para criar os 48 quadros simulando a rotação do planeta foi utilizada uma impressora de litografia por feixe de elétrons. Esse projeto específico demorou 6 horas e meia para ser desenhado e se trata de algo curto e em loop; o filme holográfico em si é reproduzido em uma taxa de 30 quadros por segundo. Os pesquisadores calculam que um filme holográfico de 6 minutos levaria mais de 800 horas para ser desenhado.

Holograma real inspirado em Star Wars é desenvolvido em Tóquio