Confirmado 1º caso de reinfecção pelo novo coronavírus nos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Confirmado 1º caso de reinfecção pelo novo coronavírus nos EUA
Imagem: NIAID/Divulgação
Avatar do autor

Um homem de 25 anos, morador da cidade de Reno, em Nevada (EUA) é o primeiro caso comprovadamente de reinfecção pelo novo coronavírus nos EUA. 

Pesquisadores do Laboratório de Saúde Pública do Estado de Nevada (NSPHL) analisaram o caso do paciente que contraiu a doença em abril, desenvolvendo a forma branda da covid-19. Porém, em maio, voltou a testar positivo para a doença – dessa vez, porém, apresentou um quadro muito mais grave.

Publicado em um servidor de artigos em pré-impressão (ou seja, não revisado por pares) da revista The Lancet, o estudo se baseou no sequenciamento dos genomas das amostras de vírus do paciente coletadas em abril e junho, “exibindo discordância genética significativa entre os dois casos, o que implica que o paciente foi reinfectado”.

Cepas diferentes, mesmo paciente

Segundo o diretor do NSPHL, o patologista Mark Pandori, “essa é apenas uma descoberta, mas mostra que uma pessoa pode ser infectada com SARS-CoV-2 pela segunda vez”.

Pandori diz que os casos de reinfecção são um sinal de alerta para a gravidade da evolução da doença quando ela se desenvolve novamente, com resultados ainda imprevisíveis. O caso está sendo analisado com cautela. “É importante notar que este é um achado singular, ou seja, não nos dá pistas ou mostra que pode ser um fenômeno generalizado.”

Reinfecção por Coronavírus já documentada

O primeiro caso confirmado de reinfecção pelo SARS-CoV-2 foi documentado por pesquisadores da Universidade de Hong Kong. O paciente, um homem saudável de 33 anos, foi diagnosticado em fins de março. Em meados de abril, teve alta, depois de testar duas vezes negativo para o vírus; em julho, assintomático, testou positivo para a doença, depois de voltar de uma viagem à Europa.

Um técnico de laboratório processa testes de covid-19 em Hong Kong.Um técnico de laboratório processa testes de covid-19 em Hong Kong.Fonte:  Getty Images/Bloomberg/Reprodução 

Segundo o trabalho publicado na revista Clinical Infectious Diseases, "a sequência do genoma da cepa do vírus no primeiro episódio de infecção por covid-19 é claramente diferente daquela encontrada no segundo episódio de infecção."

Confirmado 1º caso de reinfecção pelo novo coronavírus nos EUA