Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Pode parecer um pouco estranho, mas pesquisadores britânicos e norte-americanos estão chegando à conclusão de que a poluição atmosférica pode ser benéfica para o planeta. Segundo o professor Luke Skinner, da Universidade de Cambridge, foram realizados vários cálculos referentes à órbita e ao posicionamento da Terra para que a data da nova era glacial fosse estipulada.

Ele relatou à BBC que isso deveria acontecer em 1.500 anos, mas o processo será adiado por causa da emissão de carbono, que é um dos maiores responsáveis pelo aquecimento do Terra. Junto com seu grupo de cientistas, Skinner afirma que, para que o planeta possa ser resfriado, seria necessário que o carbono na atmosfera estivesse em concentrações inferiores a 240 ppm (e atualmente está em 390 ppm).

Mesmo que toda a emissão de carbono fosse interrompida hoje, demoraria muitos milhares de anos para que os oceanos conseguissem absorver todos os poluentes. Isso significa que em 1.500 anos o planeta ainda não vai estar preparado para receber um resfriamento global.

Cupons de desconto TecMundo: