Uma nova simulação do furacão Katrina, que devastou a costa leste dos Estados Unidos em agosto de 2005, foi criada recentemente pelo Laboratório de Visualizações Avançadas da Universidade de Illinois.

O vídeo, desenvolvido em parceria com o Centro Nacional de Pesquisas Atmosféricas, em Boulder, Colorado, mostra o time-lapse de dados coletados durante 36 horas de monitoramento do furacão, com detalhes assustadores de sua evolução.

No início, é possível ver a água aquecida evaporar dos oceanos e condensar na atmosfera para formar nuvens de tempestade e chuva. Esse processo libera calor latente do vapor d’água e aquece o ar ao redor, fornecendo, assim, energia para que o furacão se forme.

Isso sustenta uma área de pressão extremamente baixa acompanhada por ar quente no olho central, fazendo com que os fortes ventos formem uma espiral. No vídeo acima, o ar quente e em ascensão é representado pela cor amarela, enquanto o ar mais frio está em azul.

A animação faz parte de um filme de longa duração chamado “Dynamic Earth”, que explora o funcionamento do clima terrestre e será exibido no Reino Unido durante os dias 12 e 13 de março.

Cupons de desconto TecMundo: