O Dr. Lorenzo Stafford, psicólogo da Universidade de Portsmouth, na Inglaterra, conduziu o primeiro estudo experimental de que se tem notícia sobre a influência da música no gosto do álcool. Durante a pesquisa, 80 participantes tiveram que avaliar uma seleção de drinks em diferentes situações, indicando o quão doce, forte ou amarga as bebidas eram.

Quatro níveis diferentes de distrações foram previstos para os participantes, sendo que variavam de uma situação com total concentração na degustação da bebida até a tentativa de ler as notícias do dia em uma boate com música alta. 

O resultado foi peculiar: no geral, as pessoas acharam que as bebidas pareciam mais doces quando ouviam músicas sozinhas. A pesquisa também apontou que, em ambientes com muito ruído, o ser humano acaba tendo dificuldade para perceber se está bebendo demais ou não.

Em entrevista para o The Daily Mail, o pesquisador disse que os estudos sobre percepções multissensoriais estão crescendo e que a descoberta foi muito intrigante. Ao contrário do que poderia se imaginar, nossos sentidos não ficam tão desatentos enquanto estamos em uma balada, por exemplo, mas se distraem mais facilmente se embalados por uma bela canção.

Cupons de desconto TecMundo: