Ao analisar águias e gaviões que possuem um segundo “dedo” semelhante ao dos velociraptors, pesquisadores da Universidade de Montana concluíram que essa espécie de dinossauro não usava suas garras para golpear suas vítimas. Em vez disso, esse raptores usavam suas garras em forma de foice para fincá-las à carne de suas vítimas e segurá-las melhor, enquanto as comiam ainda vivas.

Além disso, os cientistas também deduziram de onde pode ter vindo a habilidade de voar. De acordo com a pesquisa, é provável que as aves modernas tenham ganhado essa característica a partir dos movimentos que os velociraptors executavam com seus membros superiores para se manter equilibrados em cima do animal que se debatia enquanto era devorado.

O estudo, que promove a comparação entre as aves de rapina e os Dromaeosauridae, família de dinossauros que inclui o velociraptor, foi publicado no último dia 14, na plataforma PLoS ONE.

Cupons de desconto TecMundo: