O neurônio é a célula do sistema nervoso responsável pela condução do impulso elétrico pelo cérebro. Pesquisadores sempre tiveram interesse em descobrir como esse impulso viaja por ele, a fim de entender como ele funciona. Um novo estudo científico pode jogar luz sobre o tema e revelar como os sinais se propagam pelo cérebro.

O trabalho liderado por cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, usou um gene de um microrganismo do mar morto para o experimento. Eles conseguiram fazer com que ele produzisse uma proteína que se ilumina quando é exposta ao sinal elétrico de um neurônio, permitindo aos pesquisadores traçar a propagação de sinais através da célula.

A técnica pode revelar aos cientistas uma forma para alterar as vias neurais e deve auxiliar no desenvolvimento mais rápido de medicamentos para doenças cerebrais.Segundo o site Medical Xpress, agora é possível ver como esses sinais se espalham através da rede neural, além de estudar a velocidade em que o sinal se propaga e se eles mudam conforme as células passam por alterações.

Acendendo os neurônios

Para criar os neurônios iluminados, eles infectaram as células do cérebro que tinham sido cultivadas em laboratório com um vírus geneticamente modificado que possuía um gene produtor de proteína. Uma vez infectadas, as células começaram a produzir proteína, ficando iluminadas no processo.

A pesquisa pode revolucionar a compreensão dos cientistas de como os sinais elétricos se movem através do cérebro, bem como em outros tecidos. O próximo passo será aplicar esse estudo em animais vivos.

Cupons de desconto TecMundo: