(Fonte da imagem: Science Daily)

Pesquisadores da Universidade de Michigan querem transformar insetos em ciborgues, seres compostos por partes orgânicas e artificiais. Segundo o site Science Daily, o objetivo é usá-los para monitorar situações de risco antes de enviar seres humanos.

Eles querem equipar os insetos com câmeras, microfones e outros sensores de comunicação que os insetos poderiam levar em uma espécie de mochila pequena. Segundo Khalil Najafi, um dos autores do estudo, os insetos poderiam funcionar como “escutas” em ambientes perigosos ou fechados.

Os insetos seriam autossustentáveis, pois a própria energia deles seria usada para manter os equipamentos ligados. A ideia é coletar energia biológica do inseto a partir do próprio corpo dele e dos seus movimentos. Um dispositivo converteria a energia cinética dos movimentos das asas do inseto em eletricidade, prolongando assim a vida da bateria.

Cupons de desconto TecMundo: