Resfriado comum pode dar imunidade à covid-19, sugere estudo

1 min de leitura
Imagem de: Resfriado comum pode dar imunidade à covid-19, sugere estudo
Imagem: Freepik
Avatar do autor

Uma nova pesquisa publicada na Science, na terça-feira (4), sugere que pessoas com histórico de resfriados comuns, causados por outras variantes do coronavírus, possam apresentar imunidade contra a covid-19, mesmo sem ter contraído a doença.

A especulação foi levantada por pesquisadores de três universidades dos Estados Unidos e uma da Austrália. Eles analisaram amostras de sangue de pacientes coletadas em 2019, antes do início da circulação do Sars-CoV-2, que foram capazes de reagir contra o patógeno. Nelas, os cientistas mapearam uma grande presença de linfócitos T, células conhecidas por atuar na defesa contra infecções.

Segundo os autores do estudo, o mesmo mecanismo de ataque contra o novo coronavírus, encontrado em algumas pessoas, aplica-se às versões mais amenas do vírus, especificamente as variantes OC43, NL63, 229E e HKU1, causadoras de resfriados.

Outras versões mais amenas do coronavírus causam o resfriado comum.Outras versões mais amenas do coronavírus causam o resfriado comum.Fonte:  Freepik 

Para eles, isso acontece devido à “memória” imune das células T, que faria o organismo se lembrar das infecções anteriores causadas por agentes semelhantes e ativar o mecanismo de defesa. Eles estimam que de 20% a 50% das pessoas com essa memória preexistente seriam capazes de apresentar a imunidade ao entrar em contato com o Sars-CoV-2.

Hipótese ainda precisa ser comprovada

Este não é o primeiro estudo sobre a possibilidade de que pessoas já infectadas por outras variantes de coronavírus, responsáveis pelo resfriado comum, apresentem anticorpos contra a covid-19.

Apesar disso, ainda se trata de uma especulação, que precisa ser comprovada por meio de ensaios clínicos, abrangendo uma análise mais detalhada do histórico de saúde dos pacientes, como sugere a imunologista da Duke-NUS Medical School Nina Le Bert, autora de uma dessas pesquisas.

Ela ressalta ainda que, mesmo apresentando um certo grau de imunidade ao novo coronavírus, não significa uma proteção total contra a doença. A pessoa com essa resposta imune poderia apresentar sintomas leves, à medida que o mecanismo entra em ação.

Resfriado comum pode dar imunidade à covid-19, sugere estudo