Visível a olho nu, cometa SWAN pode desaparecer em breve

1 min de leitura
Imagem de: Visível a olho nu, cometa SWAN pode desaparecer em breve
Imagem: Twitter/AvatarDomy
Avatar do autor

O astrônomo amador Michael Mattiazo descobriu no mês passado o cometa Solar Wind Anisotropies Camera (SWAN), que tem ganhado a atenção na internet com sua cor esmeralda. Durante sua órbita, o astro já ficou tão brilhante que pôde ser visto a olho nu em alguns locais da Terra, mas em breve pode deixar de ser visível no nosso planeta.

O cometa foi descoberto em 25 de março e batizado de C/2020 F8. O detalhe que chamou a atenção no corpo celeste é a alta emissão de hidrogênio, que garante uma aparência de tirar o fôlego para o astro. Graças a isso, especialistas acreditam que o SWAN pode ser um dos cometas mais brilhantes do nosso sistema solar nos últimos anos.

a  Space.com 

O problema, porém, é que o astro está perdendo o brilho com o passar do tempo, o que pode torná-lo menos visível em seu ápice. A órbita do SWAN atingirá seu periélio, ponto mais próximo do Sol, em 27 de maio, quando o cometa estará a cerca de 65 milhões de km de distância da estrela maior do nosso sistema. Na data,  o brilho do corpo celeste deve alcançar +3,5 na escala de magnitude astronômica, em que objetos mais brilhantes recebem números menores.

Queda no brilho

Enquanto os números são promissores, o estágio atual do cometa indica que uma queda na luminosidade do SWAN pode estar em andamento. No dia 30 de abril, o brilho do cometa estava em +5.2, mas a magnitude acabou mudando para +5.6 recentemente, indicando perda de força no corpo celeste. Para que uma estrela seja visível a olho nu, é necessário manter uma média na casa dos +6 na escala astronômica.

a  Space.com 

De acordo com o Space.com, o motivo para a queda na magnitude pode ser a composição do C/2020 F8. Segundo o site, os cometas que mais se destacam costumam ter bastante poeira, que reflete melhor a luz do sol e forma caudas facilmente visíveis. O SWAN, porém, é um astro majoritariamente gasoso, que pode se difundir ao se aproximar do Sol.

Com isso em mente, ao mesmo tempo que o cometa pode garantir um espetáculo visual caso tenha poeira suficiente, também existe a possibilidade de simplesmente perdermos o SWAN de vista do planeta Terra em breve. Em todo caso, os brasileiros estão com má sorte, já que não é possível ver o astro do nosso país atualmente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Visível a olho nu, cometa SWAN pode desaparecer em breve