Equipes de robótica do SESI concorrem ao prêmio Global Innovation

1 min de leitura
Imagem de: Equipes de robótica do SESI concorrem ao prêmio Global Innovation
Imagem: FIRST/Reprodução
Avatar do autor

Duas equipes brasileiras de robótica estão entre as semifinalistas da edição 2020 do prêmio Global Innovation, criado para valorizar as ideias mais inovadoras do mundo surgidas nas competições de robótica educacional. Ambos os projetos, selecionados entre 40 mil concorrentes de todo o planeta, participaram do Festival SESI de Robótica.

A equipe Biotech, do SESI Barra Bonita, em São Paulo, é uma delas. Os estudantes desenvolveram um selante asfáltico com o objetivo de revolucionar a indústria da pavimentação, acabando com as rachaduras no asfalto, responsáveis por provocar acidentes e problemas mecânicos.

O selante criado por eles tem como base a lignina, uma substância extraída do bagaço da cana-de-açúcar, produto encontrado em grande quantidade na região. A estudante e integrante da equipe Manuela Rodrigues explica a escolha: “A lignina, além de reter a umidade, é resistente a temperaturas extremas e tem um alto potencial adesivo”, disse ela.

Equipe Biotech/Barra Bonita.Equipe Biotech/Barra Bonita.Fonte:  CNI/Divulgação 

A combinação com nanopartículas de carbono possibilitou a criação de um selante capaz de aumentar a durabilidade e a resistência dos pavimentos em quatro vezes, conforme a aluna, impedindo a formação de rachaduras e fissuras.

Casca de laranja para reduzir acidentes

Também selecionada para a semifinal do prêmio de inovação global, a equipe Titans L.J., do SESI Planalto, em Goiânia, desenvolveu uma solução para reduzir os acidentes provocados pelas pistas escorregadias na capital goiana. O motivo das derrapagens é a gordura liberada por uma fruta chamada jamelão, bastante comum na cidade.

Depois de muita pesquisa, os estudantes criaram um composto à base de casca de laranja para neutralizar a gordura que sai da fruta. Ao ser jogada no asfalto, a substância torna a pista menos escorregadia, trazendo mais segurança para os motoristas. A proposta agradou à prefeitura local e os primeiros testes serão realizados em breve.

As duas equipes de robótica concorrem com outros 18 projetos à premiação de US$ 20 mil, distribuída na 10ª edição do prêmio Global Innovation da FIRST LEGO League.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Equipes de robótica do SESI concorrem ao prêmio Global Innovation