Canais de Veneza parecem mais limpos e com peixes durante quarentena

1 min de leitura
Imagem de: Canais de Veneza parecem mais limpos e com peixes durante quarentena
Avatar do autor

O momento de reclusão internacional para conter a pandemia do novo coronavírus teve impactos positivos inesperados. Além da redução considerável na poluição vinda da China, canais que cortam a cidade de Veneza voltaram a apresentar sinais de vida marinha após a redução do número de turistas.

Residentes da conhecida cidade relataram e gravaram a presença do retorno da vida marinha em abundância nos canais que cortam as “ruas”. Enxergar esses peixes e o fundo dos canais também é algo memorável, já que as águas se tornaram cristalinas depois que as ruas foram esvaziadas.

Isso ocorreu principalmente pela redução no tráfego de barcos nos canais, consequência da diminuição significativa da circulação de turistas. Quando há muito movimento de barcos, a água fica agitada e sedimentos do fundo das vias acabam chegando à superfície. Apesar disso, não há melhora significativa na qualidade da água.

Então, como as águas estão mais calmas, ocorre a decantação, na qual as partículas sólidas mais densas vão para fundo das vias e águas claras retomam a superfície. Outros residentes afirmam que a qualidade do ar também melhorou nos últimos dias — resultado do menor consumo de combustíveis.

Isso é um claro sinal para os moradores de Veneza sobre a situação emergencial da cidade. Recentemente, autoridades constataram que o lugar sofre com circulação insustentável de turistas, prejudicando o ambiente e a vida dos residentes. A quarentena da COVID-19 mostra como a cidade pode restabelecer suas belezas naturais.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Canais de Veneza parecem mais limpos e com peixes durante quarentena