É isso aí: as férias estão chegando! E mais importante do que contar os dias no calendário até a liberdade momentânea do trabalho ou dos estudos é saber como ou onde você vai aproveitar esses dias.

O turismo é uma boa ideia: você pode fugir da rotina da sua cidade, interagir com pessoas diferentes e conhecer lugares distantes e divertidos. Mas se você não gosta da Disney, de praia e nem de ficar em uma cidade do interior que mal tem conexão com a internet, não se preocupe: preparamos a seguir uma lista com os lugares mais indicados para as férias dos fãs de tecnologia e assuntos geeks!

Onde trouxas e bruxos se misturam

A visita aqui é obrigatória para os fãs do bruxo mais famoso dos últimos anos. O The Wizarding World of Harry Potter é um parque temático localizado em Orlando, no estado norte-americano da Flórida, que recria os principais pontos da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e seus arredores, como o vilarejo de Hogsmeade e o Beco Diagonal. Já imaginou comprar artefatos que pertenciam aos seus personagens favoritos ou experimentar uma cerveja amanteigada? Lá, tudo isso é possível.

Alguns pontos-chave da trama podem ser visitados pelos fãs, como a sala do professor Dumbledore e os corredores do castelo. Além disso, várias montanhas-russas temáticas estão espalhadas pelo parque, que ainda apresenta algumas encenações com personagens que fazem parte do vasto universo criado por J.K. Rowling. O preço da excursão para conhecer este e os demais parques da Universal sai por cerca de US$ 200 por pessoa.

A verdadeira Terra-Média

A região habitada pelos hobbits, a Montanha da Perdição, em Mordor, e a terra onde vivem os temidos orcs. Esses locais só existem na literatura de J.R.R. Tolkien, que escreveu a série “O Senhor dos Anéis”, mas ganharam equivalentes na realidade, quando Peter Jackson dirigiu as adaptações para o cinema.

Os pontos utilizados para as filmagens são vastas campinas e regiões montanhosas, todas localizadas na Nova Zelândia – mas sem os seres fantásticos, claro. Regiões como o vilarejo de Matamata, que simulou o lar de Frodo e Sam, ou o Monte Cook, que serviu de cenário para as Minas Tirith, podem ser visitados livremente por turistas fanáticos pela série. A procura em reviver os melhores momentos do filme é tanta que existem sites e mais sites com dicas sobre as locações do país da Oceania que remetem à saga.

O sonho geek japonês

A cidade de Tóquio já seria um local bastante recomendado para um “turismo tecnológico”. Mas uma região de lá atrai ainda mais os fãs de games, cultura japonesa e eletrônicos em geral: Akihabara, um dos pontos de comércio mais movimentados da capital nipônica.

Com letreiros que atordoam os visitantes e pessoas circulando pelas ruas durante todas as horas do dia, Akihabara apresenta eletrônicos por preços incrivelmente baratos e pessoas vestidas como os personagens mais famosos de filmes, games e séries. Além disso, vale registrar que há uma taxa bastante baixa de sujeira e criminalidade, apesar do movimento. É uma viagem longa, mas que vale a pena.

Vermelho por todos os lados

Você só vê uma Ferrari quando joga video game ou assiste a uma corrida de automóveis? Então é hora de conhecer o Ferrari World Abu Dhabi, o maior parque temático coberto do mundo. Totalmente decorado com base na montadora, o local tem diversão para todas as idades e conta com montanhas-russas personalizadas, cujos carros são os modelos clássicos e atuais da companhia.

Há ainda disputas de kart e simuladores de corridas, que tentam levar você às pistas no comando de uma Ferrari. Os relatos são unânimes: as filas são grandes para qualquer atração, mas todo mundo que visitou o local garante que é uma experiência única para os fãs da escuderia italiana. Apesar dos Emirados Árabes Unidos serem conhecidos como um país de riqueza, o preço do parque até que dá para engolir: custa menos de US$ 100 o pacote mais básico de atrações.

O vale da tecnologia

O Vale do Silício é o apelido de uma região na Califórnia que deu início ao boom do consumo e produção de chips de computador, além de ser a residência atual de empresas do porte do  Google e da Apple.

Muito mais do que o fator histórico, lá é o local ideal para você saber o que está acontecendo no mundo da tecnologia. É possível visitar alguns campi de grandes indústrias ou universidades (como Stanford, onde Steve Jobs fez o famoso discurso em uma formatura), além de comprar produtos especiais e lembranças por preços mais amigáveis. Se você é mais apegado ao passado, o Computer History Museum apresenta toda a trajetória do nosso eletrônico favorito, desde os avôs dos computadores pessoais até os netbooks de hoje.

Além disso, as cidades de Santa Clara, San Jose e Mountain View (que abriga a famosa sede do Google) são naturalmente bonitas e cheias de atrações culturais para quem não está interessado apenas nos assuntos geeks.

Os shoppings que são celebridades

“Peraí, mas você vai viajar para um lugar diferente e visitar um shopping?”. Em alguns casos, especialmente para os fãs de cinema, é bem isso que acontece.

O shopping hoje e em 1985, em cena do filme. (Fonte da imagem: Puente Hills Mall e Reprodução / Fox)

Em “De Volta para o Futuro”, os personagens nem chegam a passear ou fazer compras no Two Pines Mall, mas a fachada dele tornou-se histórica. Foi lá o ponto de partida das primeiras viagens do DeLorean transformado em máquina do tempo.

O nome do local é Puente Hills Mall, em Los Angeles, mas ele foi tão pouco modificado que até o estacionamento permanece intacto – e você ainda pode estacionar na mesma vaga utilizada pelo Dr. Brown. Só não vá para tentar atingir os 141,6 km/h necessários para viajar no tempo!

Outro shopping famoso é o Monroeville Mall, na Pensilvânia. Ele é o cenário principal para “Despertar dos Mortos”, filme de zumbis de 1978 dirigido por George Romero.

Os zumbis em cena de "Despertar dos Mortos" e o shopping hoje. (Fonte da imagem: Reprodução / Laurel Group e Monroeville Mall)

No longa, o local é usado como fortaleza pelos sobreviventes, mas uma legião de mortos-vivos ainda estava lá para fazer as últimas compras antes do apocalipse zumbi. Várias partes do shopping foram reformadas, porém a estrutura básica utilizada como proteção contra as criaturas continua está lá – e muita gente visita o local só para recriar cenas do filme.

Cupons de desconto TecMundo: