Imagem de: Imagens feitas do espaço registram o furacão Barbara ganhando força

Imagens feitas do espaço registram o furacão Barbara ganhando força

1 min de leitura
Avatar do autor

Ao longo da tarde de terça-feira (02), o furacão Barbara se fortaleceu e seguiu em direção ao Havaí, no sentido noroeste do Oceano Pacífico. De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, o fenômeno tem ventos máximos sustentados de 220 quilômetros por hora com rajadas ainda maiores, atingindo a categoria 4.

Dito isso, a melhor e mais segura forma de observar a evolução da tempestade tropical Barbara e seu deslocamento, que acontece a 20 km/h, em média, é do espaço, longe de seu alcance. O satélite do National Oceanic and Atmospheric Administration, GOES West, divulgou imagens surpreendentes do olho do furacão, literalmente.

As filmagens realizadas do espaço mostram a maior tempestade tropical de 2019, até agora, e que provavelmente abre a temporada de eventos climáticos do ano. São identificados ventos de aproximadamente 209 km/h, o que classifica Barbara na categoria 4, apenas um nível abaixo da maior classificação.

Satélites da NASA também estão monitorando a tempestade e mostram o rastro de nuvens deixado por ela. Apesar do grande potencial e da força, o furacão não oferece risco ao continente nesse momento. Meteorologistas estimam que a maior força foi atingida durante a tarde de terça-feira e que entre quarta e quinta-feira a tempestade começará a perder potência. Os moradores do Havaí poderão sentir resquícios da tempestade que se aproxima, mas sem riscos iminentes.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Imagens feitas do espaço registram o furacão Barbara ganhando força