Recentemente, a Universidade de Exeter, na Inglaterra, divulgou um estudo que mostra que o hábito de realizar passatempos que envolvem palavras cruzadas ou números (como o clássico Sudoku) ajudam a deixar o cérebro em bom funcionamento mesmo em pessoas com idades avançadas.

A pesquisa contou com a participação de mais de 19 mil voluntários e recebeu o nome PROTECT. Os envolvidos foram convidados a responder questões referentes ao número de vezes que tinham contato com palavras cruzadas e jogos envolvendo números e então desafiados a resolver alguns desafios que envolviam cognição. O resultado foi que os que responderam de maneira afirmativa à primeira questão se saíram melhor nas tarefas de memória, atenção e raciocínio.

Cérebro mais jovem

Outro ponto levantado pelo estudo é o fato de que aqueles que se distraem regularmente com passatempos do gênero têm funções cognitivas similares às de pessoas cerca de 10 anos mais jovens, em comparativo no que diz respeito a tarefas que envolvem a memória curta.

Aqueles que se distraem regularmente com passatempos do gênero têm funções cognitivas similares às de pessoas cerca de 10 anos mais jovens

Vale mencionar que o estudo foi publicado em duas plataformas e é a continuação de uma pesquisa que associava a resolução de palavras cruzadas a questões relativas ao Alzheimer.