Uma nova antena compacta criada por cientistas do Departamento de Energia dos Estados Unidos pode revolucionar a comunicação com submarinos ou outros grupos de pessoas que estejam em altas profundidades. O artigo com os resultados da pesquisa foi publicado na revista Nature Communications.

Este dispositivo utiliza ondas de radiação em frequência ultra baixa (VLF) para chegar a locais nos quais as onda de rádio não chegam. A princípio, seria necessário montar antenas muito grandes para conseguir esse alcance, mas os pesquisadores conseguiram desenvolver um modelo portátil, com cerca de 10 centímetros de altura.

“Nosso dispositivo é centenas de vezes mais eficiente e pode transmitir dados mais rapidamente que outros aparelhos com o mesmo tamanho”, afirmou Mark Kemp, líder da equipe de pesquisa. Ele afirma que esse avanço tecnológico pode tornar possível o envio de mensagens de texto em condições nas quais isso parecia impossível.

A maior limitação atual envolve a largura de banda do VLF, o que impede a transmissão de muitos dados. No entanto, os resultados atuais devem ser suficientes para envio de textos. Você pode conferir mais detalhes técnicos da pesquisa no site do laboratório responsável pelo estudo.