Você já deve ter ouvido sobre as missões focadas na mineração de rochas espaciais, não é mesmo? Pois uma delas é a Hayabusa2, comandada pela Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, a JAXA, que tem como foco o asteroide Ryugu, um baita pedregulho de 900 metros de largura que se encontra a cerca de 380 mil quilômetros de distância da Terra.

Pois, segundo Madison Dapcevich, do site IFLScience!, os japoneses pretendem disparar um projétil contra a rocha espacial ainda hoje, com o objetivo de coletar fragmentos para serem retornados ao nosso planeta para análise.

Quase lá

De acordo com Madison, a nave japonesa chegou ao asteroide em junho do ano passado, e inicialmente o planejado era pousar o artefato sobre Ryugu agora em janeiro para a coleta de amostras. No entanto, como a superfície é muito mais acidentada do que os cientistas da JAXA previram, eles decidiram adiar a manobra e conduzir uma porção de estudos para definir a melhor forma de pousar sobre a rocha e obter os pedacinhos de que precisam.

(Reprodução/Futurism)

Os pesquisadores criaram em laboratório um asteroide de mentirinha com composição, densidade e força semelhantes às de Ryugu e usaram projéteis de metal como os que se encontram a bordo da Hayabusa2 para romper pedacinhos do asteroide. No experimento, os cientistas japoneses constataram que, dessa forma, eles conseguiriam fragmentar e dispersar material suficiente para que a sonda possa coletar.

A prova de fogo deverá acontecer hoje às 20h (horário de Brasília) e poderá ser acompanhada em tempo real através deste link. Se tudo correr como planejado, o retorno da Hayabusa2 está programado para acontecer em dezembro deste ano – com chegada esperada para o finalzinho de 2020.

Sonda japonesa deve pousar e disparar projétil contra asteroide ainda hoje via Mega Curioso