Mars One, a empresa que queria colonizar Marte, declara falência

1 min de leitura
Imagem de: Mars One, a empresa que queria colonizar Marte, declara falência
Avatar do autor

É possível que você já tenha visto diversas discussões e debates a respeito da ida do homem à Lua, com pessoas questionando se a missão realmente aconteceu ou se foi tudo uma farsa; enquanto isso, há quem esteja mais preocupado em transformar Marte no próximo lar da humanidade. Há quase 7 anos, uma empresa desconhecida propôs levar humanos ao Planeta Vermelho para, futuramente, criar uma colônia.

Ao longo dos anos, como era de se esperar, surgiram suspeitas a respeito da Mars One, mas tudo isso acabou, já que a companhia simplesmente faliu. Ninguém é proibido de ter sonhos ambiciosos, certo? Mas se torna um crime quando uma empresa tenta lucrar com isso, mesmo sabendo o quão inalcançáveis eles são. Até o momento, a Mars One não foi processada por atividades ilegais, mas foi considerada um golpe desde sempre; agora que a empresa está falida, pode ser que haja processos a caminho.

Metade sem fins lucrativos, a Mars One nunca teve o real objetivo de fazer a viagem se tornar realidade: não era uma empresa espacial, não tinha o hardware necessário nem patentes e muito menos o dinheiro para levar a missão adiante. Mesmo assim, a possibilidade de se tornarem os primeiros colonizadores de Marte atraiu alguns aspirantes a astronauta.

Por quase uma década, a empresa esteve em silêncio e foi deixada de lado nos assuntos referentes a viagem no tempo e a exploração; foi como se a companhia tivesse morrido discretamente – e, de acordo com usuários do Reddit, foi exatamente isso que aconteceu. A metade lucrativa da Mars One foi comprada por uma empresa suíça em 2016 e será a parte liquidada: mesmo com a falência, não houve nenhuma informação a respeito da parte sem fins lucrativos, que continua ativa.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Mars One, a empresa que queria colonizar Marte, declara falência