Rastreador de movimentos por Radar da Google é aprovado para uso comercial

1 min de leitura
Imagem de: Rastreador de movimentos por Radar da Google é aprovado para uso comercial
Avatar do autor

Longe dos holofotes desde 2015, o Project Soli da Google parece estar indo para frente. A empresa conseguiu, de acordo com a Reuters, aprovação do FCC, a “Anatel dos EUA”, para comercializar o seu rastreador de movimentos mobile à distância.

O Soli usa sensores minúsculas capazes de fazer telemetria de objetos por meio da reflexão de ondas de rádio, também conhecido como Radar. A diferença é que esse equipamento da Google consegue identificar movimentos de mão muito sutis e com bastante precisão, além de conseguir diferenciar a mão humana de outros objetivos feitos de metal, plástico, tecido, entre outros.

Esse equipamento funcionará em frequências entre 57 e 64 GHz, uma faixa pouco mais alta que o comum para esse tipo de aparelho. Por conta disso, o Facebook chegou a protestar a aprovação do Soli junto ao FCC, alegando que o equipamento poderia interferir no funcionamento de outros dispositivos que o usuário possa ter.

Depois de uma pesquisa em conjunto com a Google, o Facebook voltou atrás e afirmou que o Soli não deve interferir no funcionamento de nenhum tipo de dispositivo moderno.

project soliNão seria necessário tocar nos gadgets para interagir com eles (fonte: Google)

Com essa peleja resolvida, a Google poderá finalmente começar a explorar a tecnologia comercialmente. As aplicações são inúmeras, permitindo que gestos como um esfregar de dedos ou um toque do polegar com o indicador realizem ações em relógios inteligentes ou smartphones. Tudo isso, sem nunca tocar fisicamente nos dispositivos.

Para conseguir essa façanha, a equipe de tecnologia e projetos avançadas da Google, também conhecida como ATAP, vem trabalhando no Soli há vários anos. Não se sabe, contudo, quando um Pixel deve trazer algo como isso para o mercado, mas, como a miniaturização dos sensores já está bem avançada, pode ser que isso não demore a acontecer.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Rastreador de movimentos por Radar da Google é aprovado para uso comercial