A Agência Espacial Europeia (ESA, em inglês) lançou no dia 22 de agosto, na Guiana Francesa, um novo satélite, denominado Earth Explorer Aeolus, que usa pulsos de luz ultravioleta por meio de lasers para medir os ventos na Terra. A sonda deve trazer importantes dados climáticos e melhorar a previsão do tempo.

O Aeolus carrega um instrumento revolucionário, composto pelo laser, um grande telescópio e um receptor muito sensível. O aparato emite 50 pulsos curtos e poderosos por segundo e examina a disposição das moléculas de ar, das partículas de poeira e das gotículas de água, que podem fornecer perfis da velocidade dos ventos na faixa de 30 quilômetros abaixo da atmosfera.

“Neste estágio inicial da missão — apenas três dias após o instrumento ter sido ligado — o Aeolus já superou as expectativas, fornecendo dados que mostram características claras do vento. O instrumento ainda não está totalmente calibrado, então esses resultados são simplesmente incríveis”, elogia Michael Rennie, do Centro Europeu para Previsões Meteorológicas de Médio Alcance.

aeolus

A primeira missão deve durar três mês e após essa fase os engenheiros devem aprofundar a atuação do Aeolus e a pesquisa para melhorar o conhecimento da dinâmica atmosférica e a pesquisa climática.