Química, física e duas vezes vencedora do prêmio Nobel: esta é Marie Curie. A polonesa responsável pela descoberta da radioatividade foi eleita recentemente, pela BBC History, como a mulher mais influente da História. Curie também foi professora, doutora, cientista e descobriu os elementos químicos rádio e polônio.

A lista fez parte de uma homenagem em comemoração ao centenário do sufrágio feminino no Reino Unido. Especialistas e leitores ajudaram a elencar as mulheres selecionadas.

A vida de Marie Curie

Nascida em 7 de novembro de 1867, Marie Sklodowska teve uma infância de muita pobreza na cidade de Varsóvia, na Polônia. E, acredite, a jornada até o prêmio Nobel não foi fácil. Ao se mudar para Paris para cursar a faculdade, Curie sofreu muito preconceito — por ser estrangeira e mulher.

Mas foi na Cidade das Luzes que conheceu o seu marido e parceiro científico, Pierre Curie. Junto, o casal conseguiu identificar dois elementos que viriam ser parte da tabela periódica: o rádio e o polônio (por conta de sua origem).

Após a morte de Pierre, Marie passou a juntar dinheiro para colaborar nos laboratórios dos Estados Unidos e da Europa, desenvolvendo pesquisas para o tratamento do câncer. Mesmo com todo o reconhecimento, a polonesa ainda sofreu muitas represálias machistas na ciência. Segundo a BBC, por ser mulher ela nunca recebeu apoio financeiro em suas pesquisas.

Quando foi condecorada com o segundo Prêmio Nobel, ela se tornou a primeira pessoa, independente do gênero, a vencer duas vezes a honra. Até o presente, Curie é a única cientista da História a receber duas vezes o Nobel por duas áreas diferentes: física e química.

Ela morreu em 4 de julho de 1934, vítima de anemia aplástica, uma doença sanguínea causada pela exposição à radioatividade química.

 Não podemos pensar em construir um mundo melhor sem melhorar os indivíduos, e o nosso dever particular é ajudar aqueles para os quais podemos ser úteis (Marie Curie)

Outros fatos brilhantes sobre Marie Curie:

  • Foi a primeira mulher a obter o título de Doutora na Europa, em 1903.
  • Durante a Primeira Guerra Mundial, Curie e sua filha, Irene, equiparam carros de ambulância com aparelhos portáteis de raio X, para o tratamento dos soldados.
  • Imortalizada também pela unidade radioativa Curie (Ci) e como o asteroide 7000 Curie.
  • Eleita como a “mãe da física moderna” e como a “mãe da radioatividade”.
  • A vida de Marie foi retratada no cinema pelo filme "Madame Curie" (foto acima), de Mervyn LeRoy. Adaptado a partir da biografia escrita por Eve Curie, sua filha, o longa-metragem de 1943 foi indicado a sete Oscars, incluindo melhor filme.

Outras mulheres extraordinárias

No pódio com a polonesa, em segundo lugar ficou a ativista norte-americana Rosa Parks. Outras mulheres lendárias na lista são Ada Lovelace (a primeira programadora de computador mulher da História!), Florence Nightingale (responsável por criar a enfermagem que conhecemos nos dias de hoje) e a famosa aviadora Amelia Earhart.

Confira a lista completa aqui

Marie Curie é eleita a mulher mais influente da História via Mega Curioso