A Disney Research, setor da companhia que pesquisa avanços tecnológicos que possam ser utilizados em suas propostas de entretenimento, divulgou nesta terça-feira (22) o desenvolvimento de um protótipo de robô que realiza manobras de ginástica artística, como o salto invertido — e até duplo.

Para realizar as peripécias, a máquina, que tem o tamanho de um ser humano, é equipada com três telêmetros, posicionados nas "costas", com sensores laser que cobrem 25 graus de ângulo entre o da esquerda, passando pelo centro, até o da direita. Ao se soltar da corda no movimento inicial, o processador do “acrobata metálico” usa os dados obtidos por um giroscópio e calcula a distância registrada entre as lentes e o chão para completar o exercício e cair sobre uma cama de espuma.

A queda ainda não é assim tão graciosa como a do Diego Hypólito, mas a performance do "Stickman" é admirável. Veja:

A novidade inicialmente deve ser aproveitada nos parques temáticos e até mesmo em produção de filmes, animações e frentes semelhantes. Entretanto, pode ser aproveitada em outras áreas, como em resgates e acesso a lugares com obstáculos difíceis de serem superados... ou, eventualmente, para caçar pessoas com mais facilidade. Brincadeiras à parte, a área de robótica da Disney Research pode não ser assim uma Boston Dynamics, porém, mostra que também tem muito a oferecer no futuro próximo.