A SpaceX e a NASA estão empenhados em colonizar Marte nas próximas décadas. Mas, para o astrofísico Neil deGrasse Tyson, esse sonho não é apenas ousado como também imprudente e quase impossível. De acordo com o Futurism, ele afirmou durante o World Government Summit, em Dubai, que os planos de criar uma civilização no Planeta Vermelho é “completamente absurda”.

Tyson: vamos visitar como local de férias, mas não vamos ficar por lá

O primeiro argumento de Tyson é que na verdade ninguém vai querer viver por lá, porque o ambiente é inóspito e mortal. “Preferimos ficar onde está quente e confortável.” A ideia é simples, mas basta observar os pólos da Terra para verificar que não existem grande centros populados por lá — a Antártida, por exemplo, é mais quente e úmida do que Marte e não há pessoas planejando viver na tundra do Ártico.

O cientista afirma que, pela mesma razão, vamos até nos aventurar pelo mundo vizinho, mas somente para visitas curtas. “Definitivamente, vamos visitar como um local de férias. Mas não acredito que você vá encontrar legiões de pessoas que vão querer ficar por lá.”

“Estou apenas sendo realista”

Para Tyson, os humanos não apenas vão descartar a permanência em Marte como também não vão conseguir colonizá-lo. A razão? Atmosfera fina e sem campo magnético global. Como resultado, os raios cósmicos mortais e a radiação ultravioleta banham a superfície do planeta, transformando o solo em um "coquetel tóxico" de produtos químicos e fazendo com que as temperaturas caiam para menos de 62 graus Celsius.

O máximo que podemos esperar é apenas um posto avançado da Terra em Marte, diz o cientista

Segundo o cientista, para sobreviver sob essas condições, nós precisaríamos de uma infraestrutura capaz de imitar a Terra, e isso seria impossível de criar em tamanha escala. Na melhor das hipóteses, “o máximo que podemos esperar é apenas um posto avançado da Terra por lá”, diz.

Marte Fotografia de Marte tirada pelo veículo robótico Spirit

“Minha leitura da história me diz que não (vamos colonizar Marte). Não porque eu não quero que seja assim. Eu sou apenas um realista sobre isso.” Os astrofísico pediu uma avaliação racional “de nossa capacidade de resolver o espaço e protestar contra aqueles que fazem previsões baseadas em premissas profundamente delirantes”.

Quem não deve ter gostado nada dessa afirmação foi Elon Musk, que por enquanto não falou nada a respeito das declarações. Por enquanto, o sonho de conquistar o Planeta Vermelho continua.

Cupons de desconto TecMundo: