A exploração humana no espaço ao longo dos últimos tempos deixou um rastro com mais de 70 mil fragmentos que estão flutuando em volta da Terra. Em geral, são descartes de outros veículos espaciais, máquinas obsoletas e pedaços que se soltam por atrito com outros objetos.

O projeto de arpão para capturar satélites

Para tentar solucionar o problema, a Airbus está desenvolvendo um método próprio voltado para a captura dos pedaços de destroços espaciais maiores. 

arpão

Trata-se de um arpão que dispara um gancho com velocidade de até 25 metros. A ideia é que ele seja instalado em uma nave e que ela se aproxime do objeto a ser puxado. O protótipo da ferramenta foi desenvolvido tendo como referência os arpões utilizados para a caça de baleias.

Após capturado pelo arpão, o objeto seria lançado à atmosfera terrestre, entrando em combustão e se desintegrando.

terra

Os perigos do lixo espacial aos satélites

Ao lado do projeto do arpão, outros métodos são estudados para realizar a limpeza do lixo espacial, entre os quais redes que podem ser lançadas e braços articulados.

Embora distante e aparentemente inofensivo, todo esse acúmulo de detritos pode causar um imenso transtorno à vida na Terra caso o problema não seja solucionado. 

A movimentação e possíveis colisões de lixo espacial podem destruir ou danificar satélites responsáveis por oferecer previsões metereológicas e manter meios de comunicação ativos, por exemplo.

Cupons de desconto TecMundo: