Há pouco mais de um ano, a Japanese Aeroespace Exploration Agency (JAXA) tentou, sem sucesso, levar um projétil experimental com o objetivo de colocar pequenos satélites em órbita. A agência espacial não desistiu e no sábado (03) conseguiu realizar o feito: lançou o menor foguete do mundo para o espaço.

O veículo da JAXA tem 10 metros de altura e 52 centímetros de diâmetro foi construído com três estágios, uma versão melhorada dos dois estágios do modelo anterior. A nave carregou um nano satélite cúbico de três quilos desenvolvido pela Universidade de Tóquio, capaz de obter imagens da superfície terrestre.

A partida aconteceu no Centro Espacial de Uchinoura, na província de Kagoshima, e a viagem foi transmitida ao vivo pelo YouTube. Confira a gravação abaixo:

Corrida espacial

Assim como a SpaceX, agência do bilionário sul-africano Elon Musk, várias estatais e empresas vêm trabalhando em protótipos de relativo baixo custo para o envio de material para a órbita terrestre — principalmente porque a tecnologia atual permite fazer viagens de ida e volta com valores menores e há uma demanda maior do setor privado.

Além da JAXA e SpaceX, participam dessa corrida espacial a Blue Origin, de Jeff Bezos, a neozelandesa Rocket Lab, as norte-americanas Boeing, Orbital ATK e United Launch Alliance, entre outras.