NASA demonstra sistema de navegação espacial autônomo por meio de raio-X

1 min de leitura
Imagem de: NASA demonstra sistema de navegação espacial autônomo por meio de raio-X
Fonte: nasa
Avatar do autor

Atualmente, qualquer veículo espacial que deixe a órbita da Terra — ou mesmo os que circulam nosso planeta — depende de bases em solo para determinar sua localização. Em outras palavras, perder a comunicação com a Terra significa essencialmente se perder no espaço, ficar incapaz de navegar. A NASA, contudo, está trabalhando em uma solução para esse problema e já fez uma demonstração de como resolvê-lo.

Nós estamos falando do “SEXTANT” ou “Station Explorer for X-ray Timing and Navigation Technology” (Tecnologia de Estação de Exploração para Navegação e Temporização via Raio-X). Apesar de o nome não dizer muito e parecer que alguém realmente forçou a barra para conseguir a sigla que queria, trata-se de um sistema que usa um equipamento mais ou menos do tamanho de uma máquina de lavar que foi acoplado recentemente à Estação Espacial Internacional.

NICERNICER, equipamento que permite o funcionamento do SEXTANT

Nesta semana, engenheiros da NASA fizeram a primeira demonstração de como esse sistema é capaz de determinar a localização de uma nave espacial utilizando raio-X para fazer a leitura de feixes eletromagnéticos de “pulsares”, também conhecidas como estrelas de nêutrons.

Esses feixes estão presentes em praticamente todo o espaço conhecido e aparecem de forma muito previsível, tanto na questão do espaço quanto na do tempo. Assim, pesquisadores podem prever quando e onde esses feixes vão aparecer com cálculos baseados em observações prévias. Um sistema capaz de ler com precisão esses feixes, como o SEXTANT, pode então usar raio-X para determinar sua posição em essencialmente qualquer lugar do espaço.

puslarAnimação mostrando o "efeito farol" dos Pulsares, destacando os feixes eletromagnéticos que podem ser identificados pelo SEXTANT

A NASA compara esse sistema com o atual GPS que usamos na Terra para saber onde estamos e traçar rotas para chegar a qualquer lugar. Mas, em vez de uma “constelação de satélites”, o SEXTANT usa uma constelação de estrelas especiais.

Essa demonstração é um grande avanço para futuras explorações em espaço profundo

“Essa demonstração é um grande avanço para futuras explorações em espaço profundo”, disse Jason Mitchell, gerente do projeto do SEXTANT, ao site oficial da agência espacial norte-americana. “Sendo os primeiros a demonstrar navegação por raio-X completamente autônomo e em tempo real no espaço, nós estamos agora na vanguarda”.

O novo equipamento da NASA ainda está em fase de testes e precisa de mais tempo de desenvolvimento antes que possa substituir sistemas de navegação em terra para veículos espaciais.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
NASA demonstra sistema de navegação espacial autônomo por meio de raio-X