Engenheiros do Massachusetts Institute of Technology (MIT) publicaram hoje (27) na revista Science Robotics um artigo descrevendo sua nova invenção: um robô capaz de trocar sua “carapaça” ou “carcaça” e, com isso, desempenhar atividades diferentes. O robô em si é apenas um cubo que vibra por conta do movimento sincronizado de imãs no seu interior.

Para trocar de carcaça, ele segue até uma base que já traz uma nova roupa pré-pronta. Ondas de calor fazem o material dourado se torcer, e cortes estrategicamente feitos anteriormente orientam essa deformação. Dessa maneira, o robô fica envolto em uma nova carapaça que pode ajudá-lo a se mover melhor em superfícies sólidas, na água ou mesmo no ar.

O robô foi desenvolvido pelo laboratório de ciências da computação e inteligência artificial do MIT e se chama “Primer”. O aparelho é controlado remotamente e pode realizar uma quantidade incontável de movimentos, considerando que ele tenha a carapaça apropriada.

Por enquanto, o aparelho não tem qualquer aplicação prática, mas é possível entender que o conceito do pessoal do MIT pode ser bastante importante para o futuro da robótica. Podemos imaginar que, eventualmente, o mesmo robô poderá realizar uma quantidade de tarefas especializadas limitada apenas pelo tipo de acessório que ele veste. Assim, a parte principal dos equipamentos pode ser padronizada ou produzida em escala para baratear o processo de fabricação e de desenvolvimento. Você pode conferir os detalhes técnicos do aparelho aqui.

Cupons de desconto TecMundo: