O furacão Irma finalmente se dissipou hoje (13) após ter sido reduzido ontem para uma tempestade tropical, mas seu trajeto destruidor fez dele um dos ciclones que mais tempo ficou como categoria 5 em toda a história. Após ter se formado na costa africana, o furacão percorreu um caminho que atingiu as ilhas do Caribe e a costa da Flórida, penetrando em território norte-americano antes de morrer.

Além do furacão Irma, é possível ver – vindo atrás dele – o furacão José, que perdeu sua força antes de se aproximar de Cuba e dos EUA

A Agência Espacial Nacional norte-americana, a NASA, acompanhou o percurso do furacão Irma com seus satélites e resumiu em um registro de 30 segundos o trajeto de 10 dias feito pela tempestade sobre o Oceano Atlântico. É possível ver o furacão em cores mais quentes – amarelo, laranja, vermelho e preto – girando em torno de seu olho e seguindo da direita para a esquerda no centro do vídeo.

As imagens foram feitas pelo satélite GOES-16, administrado pela NASA e pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA). Nelas, além do furacão Irma, é possível ver – vindo atrás dele – o furacão José, que perdeu sua força antes de se aproximar de Cuba e dos EUA e se dissipou precocemente.

Cupons de desconto TecMundo: