A estrutura fica em torno da 'mão' do robô e, sempre que o braço se movimentar, o airbag é inflado

Quanto mais a tecnologia avança e os robôs vão ficando cada vez mais próximos dos humanos, a preocupação com a segurança das pessoas aumenta. Não pelo fato deles poderem se tornar autônomos e se rebelarem contra a gente, mas sim porque seus corpos metálicos têm um grande potencial de nos machucar com algum movimento bruto e mal planejado.

Pensando no bem-estar de quem trabalha com dispositivos desse tipo, especialmente braços robóticos, pesquisadores do Centro de Robótica e Mecatrônica DLR, na Alemanha, desenvolveram uma maneira de proteger as pinças metálicas usadas por robôs para movimentar objetos: usando airbags que são inflados quando necessário.

Na hora certa

A estrutura fica em torno da “mão” do robô e, sempre que o braço se movimentar, o airbag é inflado. Durante todo o percurso que o braço faz, ele se mantém dessa maneira, protegendo as pessoas ao redor caso ele faça uma rota incorreta. Para pegar ou soltar os itens nos locais específicos, o airbag é esvaziado para uma maior precisão de movimentos.

Confira os vídeos a seguir para ver como os airbags de segurança funcionam no braço robótico, protegendo as pessoas que trabalham em torno dele:

Cupons de desconto TecMundo: