Os ministros responsáveis por ciência, tecnologia e inovação do Brasil e da Argentina assinaram hoje (04) um acordo para estabelecer parcerias e trocar experiências nessas áreas. Os dois países devem então cooperar na criação e desenvolvimento de projetos que vão desde energias renováveis até agroindústria.

"Em conjunto, vamos encontrar soluções, formar melhor nossos recursos humanos e dar importantes respostas que a humanidade precisa”, disse o ministro brasileiro Gilberto Kassab em nota oficial. O ministro argentino, Lino Barañao, por sua vez, destacou que essa empreitada é fundamental para as duas nações, bem como para o mundo. “Não há outro caminho que a aplicação da tecnologia para obter uma produção agrícola sustentável. Os empregos do futuro estão associados às tecnologias, à criatividade e à educação”, avaliou.

A partir de agora, os ministérios dos dois países vão alinhar projetos de interesse mútuo e elaborar ações de apoio. Além dos já citados temas de energias renováveis e agroindústria, está prevista a cooperação em atividades voltadas ao meio ambiente, bioeconomia, saúde, oceanografia, tecnologia da informação, comunicações, biotecnologia e nanotecnologia.

Juntos

Para tal, serão realizadas chamadas públicas conjuntas, projetos de intercâmbio de especialistas, financiamento e apoio a pesquisas em andamento e compartilhamento de laboratórios. Atividades acadêmicas como simpósios, seminários e workshops também entraram no documento, mas não há um cronograma para a execução dessas ações pontuais.

Foi anunciado ainda o relançamento das atividades do Centro Brasileiro-Argentino de Nanotecnologia, que haviam sido “pausadas”.

Cupons de desconto TecMundo: