A famosa agência de pesquisa norte-americana DARPA revelou ter feito um investimento de nada menos do que US$ 65 milhões (aproximadamente R$ 210 milhões) em seis projetos atualmente em desenvolvimento por pesquisadores acadêmicos e uma companhia de San Jose. Tudo isso com um único objetivo: criar uma interface de comunicação entre as máquinas e nosso cérebro.

Anunciado como parte do programa NESD (“Neural Engineering System Design” ou “Projeto de Sistemas de Engenharia Neural”, em português), os projetos, segundo a DARPA, devem criar um sistema de implantes que podem ser usado sobre o córtex cerebral. A partir disso, os sensores seriam capazes de se comunicar eletricamente em tempo real, criando uma linha entre ambos os sentidos.

Para que tudo isso? Bem, o fato é que as aplicações disso são várias. Para começar, algo assim pode ser uma maneira extremamente importante para que os pesquisadores compreendam a maneira como nos comunicamos – algo que até hoje é um processo incrivelmente complexo para estudiosos. Mais à frente, por sua vez, tudo isso pode ser usado para ajudar pessoas com deficiências sensoriais.

Vale notar que, dos seis projetos financiados, quatro deles focam apenas na percepção visual. Os dois restantes, por sua vez, trabalham com nossa percepção auditiva e capacidade de fala. O programa deve durar um período de quatro anos.

Cupons de desconto TecMundo: