Pesquisadores da Universidade de Northwestern, em Chicago (EUA), tiveram sucesso em implantar ovários feitos em impressora 3D em ratazanas inférteis. Os ovários 3D restauraram a fertilidade dos animais, que conseguiram gerar filhotes saudáveis. 

A meta final dos cientistas é restaurar a fertilidade e a saúde endócrina de jovens que tiveram câncer e foram esterilizados por causa do tratamento

De acordo com o The Guardian, os pesquisadores criaram ovários sintéticos ao imprimir matrizes porosas com uma tinta de gelatina e enchendo essas matrizes com folículos. Como um saco minúsculo, os ovários sintéticos retêm fluidos e são recheados de células de óvulos imaturos.

Para testar a eficácia da impressão 3D, os cientistas removeram cirurgicamente um único ovário de uma rata. Em um dos testes, ao colocar os ovários 3D, os implantes se ligaram com sucesso ao fornecimento de sangue do corpo em apenas uma semana. Então, os óvulos foram naturalmente soltos dentro dos poros impressos em estruturas gelatinosas.

  • De sete ratos que acasalaram após o implante dos ovários 3D, três tiveram filhotes saudáveis — não há informação se os outros quatro animais entraram em gestação.

Teresa Woodruff, líder da pesquisa, comentou o seguinte sobre o caso: "Nossa esperança é que, um dia, essas biopróteses de ovários sejam o ovário do futuro. A meta do projeto é sermos capazes de restaurar a fertilidade e a saúde endócrina em jovens com câncer que foram esterilizados por causa do tratamento".

Caso você não saiba, as altas doses de quimioterapia e radiação usadas no tratamento do câncer têm o potencial para destruir óvulos femininos — o risco de infertilidade e até de uma menopausa existe para as mulheres que passam pelo tratamento. Então, ações como essa mostram como a tecnologia não está aqui só para atualizar os nossos smartphones.

Cupons de desconto TecMundo: