Uma nova pesquisa do International Centre for Radio Astronomy Research (ICRAR), na Austrália, revelou que galáxias estão morrendo no Universo. E a grande pergunta é: o que está causando essa matança? Seria algo como Galactus, o Devorador de Mundos da Marvel Comics?

Brincadeiras à parte, os cientistas descobriram que o processo chamado de “decapagem de pressão-ram” tem acontecido com mais frequência do que se pensava. Isso faz com que os gases deixem os sistemas estelares e impede a geração de novas estrelas. O estudo foi publicado na terça-feira (17), no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

O maior suspeito por trás disso é nada menos que a misteriosa matéria escura, invisível aos nossos olhos e presente em aproximadamente 27% da densidade de energia do cosmos. “Durante suas vidas, as galáxias podem habitar halos de diferentes tamanhos, com variação de massas típicas de nossa própria Via Láctea até milhares de vezes mais pesadas. À medida que as galáxias caem através desses halos maiores, o plasma intergaláctico superaquecido entre eles remove seu gás em um processo de ação rápida chamado de ‘decapagem de pressão-ram’”, explica Toby Brown, que lidera a equipe de acadêmicos.

Ainda que isso esteja ocorrendo também em pequenas galáxias e em maior quantidade do que os levantamentos anteriores indicaram, a boa notícia é que, por enquanto, isso não afeta nosso espaço. Para ilustrar melhor, confira uma animação divulgada pelo ICRAR.

Cupons de desconto TecMundo: