Pesquisadores da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveram um laser de observação médica que utiliza como peça-chave o sangue humano. Isso pode parecer algo saído de algum filme de horror ou de ficção científica, mas é bem real — e ainda pode ser algo benéfico para a comunidade médica.

De acordo com o Engadget, o laser é formado por uma fonte de luz e uma cavidade preenchida com sangue humano e corante fluorescente ICG (Indocyane Green). Esse corante tem a capacidade de se "conectar" a proteínas no plasma do sangue para, então, brilhar.

O artigo da pesquisa foi publicado na Optical Society of America e indica que esse laser pode ajudar médicos a observarem estruturas celulares e mudanças no sangue em níveis moleculares. Se bem desenvolvida, a tecnologia pode até facilitar a detecção de tumores no corpo humano.

Para ler a pesquisa completa, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: