A Apple perdeu uma liderança importante no terceiro trimestre deste ano nas escolas: os Chromebooks, notebooks de baixo custo com o sistema operacional da Google, venderam mais que o iPad. Foram 715,5 mil unidades do computador portátil contra 702 mil tablets da Apple, de acordo com uma pesquisa do IDC (International Data Corporation).

É a primeira vez que a Google supera sua rival no multibilionário mercado educacional dos Estados Unidos e agora está mais próxima da líder Microsoft com seu Windows. O Chromebook saiu do zero há dois anos e no último trimestre chegou a 27,2% do mercado.

Se contar os MacBooks, a Apple ainda está na frente do Google, com 30,9% do mercado, e o Windows responde por 39,5%. O Android tem apenas 2,3% da fatia.

Uma questão de custo x benefício

Ainda de acordo com o IDC, os preços mais baixos, uma administração mais simples para os departamentos de TI e o fato de ter teclado físico atraíram as escolas para o Chromebook, que custa a partir de US$ 199 (contra US$ 379 do iPad, com o desconto para instituições educacionais).

No final do ano passado, o lançamento do Google Play for Education trouxe melhorias em como professores e estudantes podem encontrar apps e em como os departamentos de TI podem administrar os Chromebooks e os tablets com Android. Já a App Store possui mais de 75 mil aplicativos para educação.

Cupons de desconto TecMundo: