Se teve uma coisa presente na CES 2017, foram propostas de carros que vão além da propulsão elétrica e dotados de itens de conectividade e entretenimento: eles são também inteligentes – emocionalmente inteligentes, no caso. A Toyota levou o seu Concept-i e a Honda cumpriu sua promessa e apresentou o NeuV, sigla que, em bom português, significa “Novo Veículo Elétrico Urbano”. Mas o que ele tem de tão novo assim?

Bom, além de identificar seus gadgets, o modelo poderá reconhecer seu estado emocional. Isso significa que, com a ajuda do sistema HANA (Honda Automated Network Assistant), o NeuV pode personalizar a experiência de condução do usuário, fazendo a leitura das emoções e do humor dos ocupantes.

Essa personalização pode ser a sugestão de destinos ou de mídias específicas na parte de infoentretenimento do veículo. Mas não para por aí: o NeuV foi desenvolvido para solucionar o problema do “carro inerte”, que trata especificamente de uma estatística revelada por estudos recentes de que boa parte dos automóveis passam 96% do tempo estacionados.

Sendo assim, o modelo da Honda vem com uma funcionalidade que permite que o carro faça parte de uma frota autônoma de ride sharing ao longo do dia, permitindo inclusive que os proprietários gerem alguma receita enquanto não estão utilizando o veículo.

Outro truque do NeuV que ajuda no bolso é a gestão de consumo de energia para recarregar, monitorando as taxas de eletricidade e carregando apenas quando fizer sentido do ponto de vista de custos.

Isso significa que, em países que adotam o regime de precificação variável de energia, ele carregará preferencialmente quando os valores estiverem baixos e, além disso, vender o armazenamento extra quando o preço atingir um pico – é como um operador no mercado de ações de energia em forma de carro.

Para fechar o pacote de comodidades digitais, o sistema do NeuV permitirá que o usuário pague com antecedência por produtos ou serviços que você poderá comprar de dentro do carro.

Por fora, o carro é bem compacto, abusa do vidro e conta com portas que se abrem para trás em um ângulo de 90 graus, como lâminas. Isso garante que você consiga abri-las até nos espaços mais apertados e que consiga tirar e colocar coisas no carro sem maiores malabarismos.

Na parte de dentro, a gigantesca tela touchscreen que se estende por todo o painel é o principal elemento e também a principal forma de fazer uso do sistema Hana.

A Honda reforça que o NeuV é apenas um conceito e não há qualquer previsão de que ele será produzido em algum momento. Ele serve como um demonstrativo das tecnologias nas quais a montadora nipônica vem trabalhando e que podem, no futuro, chegar aos modelos de rua da marca.

Cupons de desconto TecMundo: