Enquanto muitos dos principais fabricantes de smartphones parecem estar escondendo o jogo para mostrar boa parte das suas armas do ano durante evento mais específicos do ramo, como a MWC, alguns dos nomes menores desse mercado não perderam a oportunidade de apresentar novidades na CES 2017. Esse parece ser o caso da ZTE, que foi à feira norte-americana disposta a exibir alguns de seus novos produtos. O principal deles? O Hawkeye, um celular originado de um concurso cultural promovido pela companhia no ano passado.

Iniciado em setembro e completado em outubro de 2016, a gincana feita pela fabricante chinesa contou com a criatividade – e com os votos – dos internautas e coroou um projeto de dispositivo móvel que tinha hardware de ponta, traseira adesiva e um sistema avançado de eye-tracking. Esse recurso supostamente inibiria a ação de bisbilhoteiros ao mostrar o conteúdo do display apenas para quem estiver exatamente em frente ao aparelho e permitiria rolar páginas e menus automaticamente, apenas com o olhar.

Projeto original do aparelho

Tentando se entender com a tecnologia

Claro que a proposta original sofreu uma boa dose de mudanças, pelo menos nesse protótipo exibido pela companhia durante a CES. A parte traseira do brinquedinho, por exemplo, ficou bem menos ousada e colorida, lembrando mais o design tradicional de aparelhos de outras fabricantes, adicionando inclusive o já bastante popular sensor biométrico ao conjunto. Apesar disso, a empresa revelou que ainda está trabalhando no visual final do gadget, testando algumas opções de texturas e cores para a tampa que cobre o dispositivo.

E a função “Homem-Aranha”, que teoricamente permitiria que o smartphone fosse afixado a qualquer superfície plana, na vertical ou horizontal? Bem, ainda que esse recurso não esteja presente na própria carcaça do produto, a ZTE garantiu que a novidade vai estar presente na versão final do equipamento, na forma de um case especial com algum tipo de material adesivo. Por enquanto, a companhia não quis revelar exatamente como funciona isso e nem se a capinha vai ficar suja ou grudenta com o tempo.

Outro ponto que pode entristecer os autores do projeto ou o público que esperava por recursos revolucionários no Hawkeye é o fato de que a ZTE ter afirmado que ainda não conseguiu adaptar ou implementar corretamente o sistema de monitoramento de olhar, que seria um dos grandes diferenciais do dispositivo. Ainda assim, eles disseram não ter desistido da funcionalidade, o que dá pelo menos um fio de esperança para os internautas. Como o celular só deve ser lançado em meados do segundo semestre, ainda há tempo para ajustes e testes.

O Hawkeye só será devidamente levado adiante se houver a colaboração do público

Por falar em lançamento, tudo indica que, seguindo a mesma temática da escolha do projeto, o Hawkeye só será devidamente levado adiante se houver a colaboração do público. Isso porque o produto está em campanha de pré-venda no Kickstarter, pedindo US$ 500 mil (R$ 1,6 milhões) para ser financiado e cobrando US$ 199 (R$ 638) por unidade do aparelho – que pode ser despachado globalmente. A página ainda dá alguns poucos detalhes do aparelho, como tela de 5,5 polegadas Full HD, áudio Hi-Fi, bateria com recarga rápida e Android Nougat.

Apostando seguro

Se você não for do tipo que gosta de arriscar ou apostar em uma iniciativa ainda meio nebulosa, a ZTE mostrou na CES que, pelo menos no mercado norte-americano, vai haver mais uma opção de celular da marca. De acordo com o braço local da fabricante chinesa, isso deve acontecer porque há planos bem concretos de levar o interessante Blade V8 Pro para a Terra do Tio Sam. Ainda que muitos consumidores estivessem esperando a chegada do flagship da empresa, o Axon 7, esse intermediário deve conquistar alguns usuários.

Visual simples acompanha hardware competente do ZTE Blade V8 Pro

Equipado com um processador Snapdragon 625, Android Marshmallow, uma boa bateria e tela de 5,5 polegadas com resolução de 1920x1080 pixels, o brinquedinho tem tudo para ser um smartphone competente para as atividades do dia a dia. O smartphone dual-chip possui ainda um bom número de recursos extras e já está disponível para pré-compra nos EUA, abatendo cerca de US$ 230 (R$ 738) da sua carteira. Confira as especificações do equipamento abaixo para ver se o negócio vale a pena:

Especificações Técnicas

  • Tela: IPS LCD de 5,5 polegadas (com Gorilla Glass 3)
  • Resolução de tela: Full HD (1920x1080 pixels)
  • Sistema operacional: Android 6.0.1 (Marshmallow)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 625 octa-core de 2 GHz
  • GPU: Adreno 506
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento interno: 32 GB
  • Armazenamento externo: cartões micro SD de até 256 GB
  • Câmera traseira: 13 MP (com lente dupla e dual LED)
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Conectividade: 4G LTE 150/50M, Bluetooth 4.2, WiFi a/b/g/n/ac, porta USB Tipo-C
  • Bateria: 3.140 mAh (com tecnologia Quick Charge 2.0)
  • Peso: 185 g
  • Dimensões: 77 mm de largura x 156 cm de altura x 9,1 mm de espessura

--

E aí, curtiu as novidades da ZTE na CES 2017? Será que veremos essas belezinhas aqui no Brasil? Deixe o seu comentário sobre o assunto mais abaixo e continue conferindo todas as novidades da feira de tecnologia norte-americana aqui no TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: